Você está aqui: Página Inicial > Campus > Recife > Notícias > Campus fecha parceria com o Cesar

Notícias

Campus fecha parceria com o Cesar

Acordo mobiliza grupos de pesquisa em diversas áreas
por publicado: 25/03/2019 10h52 última modificação: 12/04/2019 14h16

Na tarde da última quarta (21) representantes do Campus Recife e do Centro de Estudos Estratégicos do Recife (Cesar) firmaram uma parceria inédita. A cooperação, que vai mobilizar estudantes dos cursos de Eletrônica, Telecomunicações e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, envolve o uso para fins de pesquisa da plataforma de desenvolvimento de dispositivos eletrônicos embarcados Knot, desenvolvida pelo Cesar.

A cerimônia que marcou o início da parceria contou com a presença do diretor-geral do Campus Recife Marivaldo Rosas, da diretora de Políticas Institucionais Carol Bello, do chefe da Divisão de Extensão do Campus Recife Hilson Vilar, além do coordenador do curso Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Paulo Abadie.  Representando o CESAR, estavam  o diretor executivo Felipe Furtado e o engenheiro chefe de Internet das Coisas Tiago Barros.

Ao explicar a importância do acordo com Campus Recife, Tiago ressaltou sua relação pessoal com a instituição. É que o engenheiro chefe é egresso do curso técnico de Eletrônica do Campus, no tempo da antiga Escola Técnica Federal de Pernambuco (ETFPE). “A ideia da parceira surgiu numa conversa que tive com Hilson Vilar. Ele já fazia pesquisas nessa área e após uma visita dele ao CESAR, nos dedicamos a instaurar essa transferência de tecnologias”, explica Tiago. Para o egresso, a experiência no curso de Eletrônica foi parte importante de sua carreira. “O que aprendi no curso me acompanhou pela graduação e pelo mestrado em Ciência da Computação na UFPE. Por isso os projetos que desenvolvi ao longo desses anos estão ligados a hardwares, à Eletrônica”, revela o engenheiro. 

Articulador do acordo, que começou a ser desenhado ainda em setembro do ano passado, Hilson explica que os sistemas embarcados são dispositivos onipresentes na vida de todas as pessoas. “Eles estão nos smartphones ou nos eletrodomésticos e poder desenvolver protótipos desse tipo é um passo importante para a pesquisa institucional”, avalia. Um sistema embarcado é um sistema eletrônico que tem como base um microprocessador  que possui um software completamente dedicado ao dispositivo que ele controla. “Diferente de um computador, que tem uso genérico, um sistema embarcado se dedica a tarefas específicas, pré-definidas”, completa o Hilson que também é professor e pesquisador da área.

O plano de trabalho entre o Campus Recife e o Cesar estabelece atividades para os próximos 12 meses. Segundo Hilson, a previsão é que no primeiro trimestre da parceria sejam realizados encontros de apresentação e capacitação na plataforma para os estudantes. “Estamos abertos não só para os discentes que já fazem pesquisa, mas também para os que tenham interesse específico no Knot”, explica. A ideia é não só incentivar a  pesquisa como também encorajar o desenvolvimento de soluções que possam ser patenteadas e que terão a propriedade intelectual dividia entre as duas partes.