Você está aqui: Página Inicial > Todas as notícias > Pró-reitores do IFPE definem prioridades de suas áreas

Notícias

Pró-reitores do IFPE definem prioridades de suas áreas

Gestores de Ensino, Pesquisa e Extensão afirmam que vão trabalhar com base no princípio do diálogo
por publicado: 08/06/2016 12h45 última modificação: 09/06/2016 11h17

Passado um mês da posse da nova equipe gestora do IFPE, que tem à frente a reitora Anália Ribeiro, a Instituição segue com o desafio de dar continuidade à missão institucional de promover a Educação Profissional, Científica e Tecnológica com base nas ações indissociáveis do tripé Ensino-Pesquisa-Extensão.

Chamadas de pró-reitorias finalísticas por representarem as áreas de atuação acadêmica da Instituição, as pastas passam a contar com novos gestores que, em consonância com o projeto apresentado pela Reitora e aprovado pela comunidade do IFPE nas urnas, assumem o compromisso de desenvolver as áreas com base, sobretudo, no princípio do diálogo.

Ensino - Coordenada pela professora Edlamar Oliveira, a Pró-Reitoria de Ensino (Proden) pretende pautar sua atuação na construção coletiva de práticas e ações de natureza administrativa e pedagógica. “Além de estimular a criação de práticas pedagógicas a serem desenvolvidas de forma integrada em todos os níveis e modalidades de ensino, favorecendo a produção do conhecimento e sua difusão, colocando-os a serviço da sociedade”, destacou.

A pró-reitora iniciou sua trajetória profissional do IFPE em 2005, como professora de Geografia dos cursos Integrados do Campus Belo Jardim e colaborando com a Coordenação Pedagógica. A partir de 2010, tem integrado a equipe gestora da Reitoria, com destacada atuação à frente de coordenações e da Diretoria de Assistência do Estudante (DAE). “Diferentes experiências vivenciadas no IFPE me proporcionaram riquíssimos ambientes de aprendizagem no âmbito da gestão e da docência”, avaliou.

Pesquisa - A Pesquisa conquistou avanços consideráveis desde a criação do IFPE, e agora com a nova gestão assume o desafio de evoluir em algumas subáreas. O novo pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Propesq), professor Mário Monteiro, destaca que essa evolução consiste em desenvolver ações para estimular a Pesquisa Aplicada e a cultura de registros e patentes, além da implementação de mais cursos de Pós-Graduação stricto sensu.

Monteiro, que é professor de Física e já atuou como diretor de Ensino e diretor geral do Campus Pesqueira, também aposta no aprofundamento do diálogo de forma sistêmica com a comunidade para definir as questões a serem trabalhadas. “Algumas questões iniciais passam pelo constante desenvolvimento de políticas institucionais para a Pesquisa e a Inovação, as quais possam fortalecer nossa vocação para a Pesquisa Aplicada, com vistas à consolidação de um modelo de gestão que incentive cada vez mais a busca por soluções para os problemas da sociedade. Essa deve ser a nossa marca, enquanto instituição de Pesquisa, da mesma forma que a pesquisa pura já é uma característica marcante das Universidades”, ressaltou.

Extensão – A Extensão é a área através da qual o conhecimento produzido na Instituição chega à sociedade. Nesse sentido, a nova gestão da Pró-Reitoria de Extensão (Proext) pretende desenvolver ações e projetos que aproximem ainda mais o IFPE da comunidade interna e externa.

A pró-reitora Ana Patrícia Falcão pretende definir as prioridades da sua gestão, por meio do diálogo, respeito, transparência das ações, ética e sobretudo compromisso social. “A extensão tecnológica tem uma boniteza na forma de como se materializa na vida das pessoas, seja por meio dos projetos e/ou programas de extensão, estágios, envolvendo o êxito acadêmico e as relações de trabalho, convênios e/ou acordos de cooperação técnica, políticas inclusivas e de arte e cultura, acompanhamento de egressos, mobilidade e relações externas e nas ações de assistência técnica e extensão rural”, avaliou.

A gestora, que ingressou no IFPE em agosto de 2005, como docente de Educação Física do Campus Vitória de Santo Antão, atuou em coordenações no campus e na Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação. Entre outras ações, planeja estreitar as relações com os setores produtivos da sociedade, especialmente, fortalecendo e otimizando as cadeias produtivas locais. “Iremos articular as vocações dos Campi  agrícolas do IFPE com objetivo de promover o desenvolvimento tecnológico de novos processos, produtos e serviços”, destacou Ana Patrícia.

 

 

 

registrado em: , , ,