Você está aqui: Página Inicial > Campus > Abreu e Lima > Notícias > Estudantes orientam trabalhadores da obra de construção de sede do Campus Abreu e Lima

Notícias

Estudantes orientam trabalhadores da obra de construção de sede do Campus Abreu e Lima

Os profissionais receberam informações com o objetivo de diminuir riscos e gravidade de doença ocupacional
por publicado: 13/12/2018 18h13 última modificação: 13/12/2018 18h13

Saúde, segurança e responsabilidade social: a junção destas três frentes foi o que motivou estudantes do curso técnico em Segurança do Trabalho oferecido pelo Campus Abreu e Lima, que na última quarta-feira (12) estiveram com os  trabalhadores que atuam na construção da sede definitiva do campus a fim de passar orientações sobre saúde e qualidade de vida aos profissionais através de palestra e dinâmicas de grupo.

De acordo com Ângela Amorim, professora da disciplina Programa e Saúde do Trabalhador no curso técnico em Segurança do Trabalho ofertado pelo Campus Abreu e Lima e coordenadora da ação, a iniciativa surgiu diante da percepção da necessidade de orientação dos trabalhadores que atuam na obra de construção da sede definitiva do campus.

“Esta é a segunda ocasião em que os estudantes realizam a iniciativa voltada para os trabalhadores que atuam na obra. Na primeira, dentro da perspectiva do Novembro Azul e do Dezembro Vermelho, eles receberam orientações sobre câncer de próstata, além de conscientização e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis”, explicou Ângela.

Nesta edição, os trabalhadores receberam desde orientações sobre alimentação adequada, importância da realização de exercício físicos e a relevância da orientação médica em caso de vestígios de hipertensão e diabetes. Divididos em grupos, os estudantes organizaram o espaço e produziram material para distribuição entre os trabalhadores, no intuito de contribuir para a diminuição dos riscos e a gravidade de doença ocupacional.

“Este tipo de ação é muito importante, não apenas para a vivência deles na obra mas também, e principalmente, para quando eles voltam para casa e multiplicam esse conhecimento com suas famílias”, garante Edimilson Roque, técnico em Segurança do Trabalho da empresa JME 10, que é responsável pela obra do campus. Ao todo, a empresa conta com cerca de 100 funcionários envolvidos na construção da sede definitiva do campus.

Estudantes envolvidos na iniciativa se mostraram satisfeitos em participar da ação, caso de Pâmala Marry Silva e Hellen Souza. “Foi interessante, eu ganhei mais conhecimento sobre o assunto e fiquei muito satisfeita em poder colaborar com a conscientização dos trabalhadores”, declarou Pâmala. “Foi interessante para nós e para os trabalhadores. A proposta é diferente da sala de aula e acabou fazendo com que a gente se envolvesse ainda mais”, concordou Hellen.

A satisfação foi garantida para quem estava recebendo as orientações. O servente José Severino da Silva, por exemplo, expressou ter gostado da proposta. “Foi muito legal. Aprender é muito importante e a gente aprendeu muitas coisas aqui”, contou ele.