Você está aqui: Página Inicial > Campus > Belo Jardim > O Campus > Histórico

Histórico

por clesia publicado 09/12/2015 13h26, última modificação 17/03/2016 10h26

A Escola Agrotécnica Federal de Belo Jardim tem início com a celebração de um convênio entre o Governo Federal e o Governo do Estado de Pernambuco em 27 de junho de 1958, que autoriza a instalação da Escola no município. Com o Decreto nº 53.558 de 13 de fevereiro de 1964, dá-se a denominação de Ginásio Agrícola de Belo Jardim. Em maio de 1967, o Decreto nº 60.731 transfere o Ginásio da dependência administrativa do Ministério da Agricultura para o Ministério da Educação o Ginásio, passando, em 07 de agosto de 1968, a denominar-se Colégio Agrícola de Belo Jardim. Entretanto, só em 13 de agosto de 1969 o seu funcionamento é autorizado, sendo inaugurados em 05 de maio de 1970 o funcionamento dos cursos com as primeiras turmas de alunos.

O Colégio, à ocasião, foi criado sob a dependência administrativa do Ministério da Educação e Cultura, com o apoio do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal de Belo Jardim. Nessa época, o Governo Federal mantinha em Pernambuco em Barreiros, em Vitória de Santo Antão e em São Lourenço da Mata instituições dessa natureza. Em 04 de setembro de 1979, o Colégio passa a denominar-se Escola Agrotécnica Federal de Belo Jardim - EAFBJ. Em novembro de 1993, a EAF transforma-se em Autarquia Federal, instituída pela Lei nº 8.731, passando a ser dotada de autonomia administrativa, financeira, patrimonial, didática e disciplinar, compatíveis com a sua personalidade jurídica e de acordo com os seu atos normativos.

Em 29 de dezembro de 2008, através da Lei 11.892 sancionada pelo Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, a Escola Agrotécnica Federal de Belo Jardim transforma-se em Campus Belo Jardim do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco. Os Institutos Federais são instituições de educação superior, básica e profissional, pluricurriculares e multicampi, especializados na oferta de educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino, com base na conjugação de conhecimentos técnicos e tecnológicos com as suas práticas pedagógicas.