Você está aqui: Página Inicial > Campus > Caruaru > Notícias > IFPE Caruaru marca presença em Congresso Brasileiro de Química

Notícias

IFPE Caruaru marca presença em Congresso Brasileiro de Química

O estudante Caio Menezes apresentou projeto que produz biodiesel através do reaproveitamento de óleos usados para fritura por restaurantes situados no Alto no Moura.
publicado: 21/11/2016 16h26 última modificação: 21/11/2016 16h34
Exibir carrossel de imagens Estudante Caio Menezes e professor Paulo David, durante Congresso Brasileiro de Química.

Estudante Caio Menezes e professor Paulo David, durante Congresso Brasileiro de Química.

Donos de restaurantes no Alto do Moura conheceram um novo destino para os óleos usados na fritura de alimentos: a produção de combustível. Através da conscientização, os estudantes Caio Menezes e Marcelo Valois, do curso Técnico em Mecatrônica, pretendem diminuir o descarte incorreto de óleos residuais. Essa é a proposta do projeto de extensão desenvolvido pelos discentes do campus Caruaru, sob coordenação dos professores Paulo David e Anailza Galdino. O trabalho foi apresentado durante o Congresso Brasileiro de Química, que aconteceu de 07 a 11 de novembro, em Belém (PA). 

Todo ano o evento reúne a comunidade acadêmica para estimular o estudo, divulgação e conhecimento da Química entre profissionais e estudantes. O congresso engloba cursos, palestras, mesas redondas, além da apresentação de trabalhos. “Aproveitamento de óleos residuais de restaurantes para obtenção de biodiesel, uma alternativa sustentável” foi o título do projeto exposto pelo IFPE Caruaru. 

Uma das etapas do projeto foi o levantamento de dados sobre as consequências do descarte incorreto desses óleos. Os alunos consultaram a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) para conhecer o impacto no esgotamento sanitário. Nesta fase os estudantes conheceram o trabalho feito regularmente nos encanamentos para desobstruir os bloqueios causados por óleos residuais que foram despejados de forma incorreta no esgoto da cidade. 

Através da aplicação de questionários também foi revelado que 45% dos restaurantes consultados reutilizam óleo ou gordura e apenas 27% conhecem a possibilidade de aproveitar o material na produção de biodiesel. O reaproveitamento, quando realizado, é destinado à produção de sabão ou para acender churrasqueiras. Entre os destinos dos óleos e gorduras está o descarte direto no lixo ou esgoto. 

Além do trabalho de conscientização, o projeto também contribuiu para que os estudantes aprofundassem seus conhecimentos sobre o processo de fabricação do Biodiesel, além de analisar, por meio de processo de cromatografia gasosa, suas propriedades químicas e proporções.