Você está aqui: Página Inicial > Campus > Caruaru > Notícias > NEABI trouxe ações no Dia da Consciência Negra

Notícias

NEABI trouxe ações no Dia da Consciência Negra

Desde o início do mês o Núcleo promove palestras, debates, exposições e apresentações culturais.
publicado: 23/11/2018 12h12 última modificação: 23/11/2018 13h25

Na última terça-feira (20), o Núcleo de Estudos e Pesquisas Afrobrasileiros e Indígenas (Neabi) ofereceu uma série de atividades para marcar o Dia da Consciência Negra. Houve uma breve cerimônia de abertura, com a presença da diretora-geral do Campus Caruaru, Elaine Rocha; o coordenador do Neabi, Weydson Roberto; e o diretor de Extensão, Danilo Abreu. As apresentações culturais ficaram por conta do grupo de dança Negritude, formado por estudantes de Segurança do Trabalho (2º período).  A programação também ofereceu uma exposição com peças do curso de Extensão Desenho Artístico e uma oficina de maracatu para discentes e servidores. 

Não somos diferentes em nada. Não é a cor que nos define, é o respeito que nos une. A escola tem a responsabilidade de promover, todos os dias, o respeito ao outro. A sociedade pode ser bem melhor se a gente enxergar o outro como irmão”, afirmou Elaine Rocha, diretora-geral do Campus. A estudante Pâmela Gomes explicou o conceito das apresentações de dança. “Nosso intuito é representar a força de mulheres negras e dos homens negros ativistas. Buscamos passar a mensagem de que qualquer pessoa pode ser o que ela pretende, sem depender de cor ou origem, mas principalmente queremos lembrar o princípio básico para viver bem: o respeito”, comentou Pâmela.

Exposição Persistência das Visualidades

A turma do curso de extensão Desenho Artístico, ministrado pelo professor Rafael Alves, montou a exposição A Persistência das Visualidades, resultado de discussões e práticas de desenho que envolvem as visualidades impulsionadas pelo dia da Consciência Negra. “Os participantes destacaram no desenho aquilo que acreditam como importante e merecedor de mais uma imagem sobre as relações sociais que a data desperta”, destacou o professor. Também foi realizada uma aula de desenho de modelo vivo, com a presença uma estudante negra do IFPE. 

Queremos intensificar as ações do Neabi junto aos professores, para trabalhar temas que envolvam africanidades e cultura indígena”, afirmou Weydson Roberto. As ações ocorrem desde o início de novembro e seguem até o dia 30, quando haverá palestra sobre o Estatuto da Igualdade Racial, com a servidora Andrezza Moura, às 9h, no auditório do campus. Acesse a programação completa.

Todas as fotos do Mês da Consciência Negra: Galeria