Você está aqui: Página Inicial > Campus > Caruaru > Notícias > NEGED trabalha com mulheres da Comunidade Rural Serra Verde

Notícias

NEGED trabalha com mulheres da Comunidade Rural Serra Verde

Parceria entre IFPE e Prefeitura vai abordar questões de gênero, empoderamento, autonomia e organização das mulheres.
publicado: 10/12/2019 10h44 última modificação: 10/12/2019 11h57

O Núcleo de Estudos de Gênero e Diversidade (NEGED) do IFPE Caruaru está desenvolvendo uma série de ações com as mulheres da comunidade rural Serra Verde. A iniciativa é resultado de uma parceria entre o Núcleo e a Secretaria de Políticas para Mulheres do município. As futuras ações e aquelas que já aconteceram foram montadas ouvindo as demandas de todas, durante as oficinas de diálogo com mulheres de várias idades. 

Realizamos uma oficina com imagens a respeito dos sonhos daquelas mulheres, dos desejos e maiores necessidades. Percebemos que elas possuem carência de formação em saúde da mulher, combate à violência, capacitação profissional, alfabetização, empreendedorismo, dentre outras questões”, explicou Heloísa Bandeira, assistente social do IFPE e representante do NEGED. 

Comunidade Serra Verde

Nesta oficina foi identificado um grupo de mulheres mais jovens que estava em processo de realização do ENEM e demais vestibulares. Elas foram convidadas a participar dos aulões promovidos pela IFERA Enem, projeto de extensão do Campus Caruaru. O transporte foi providenciado pela prefeitura. O NEGED também aproveitou para divulgar os cursos oferecidos no Vestibular 2020.1.

A ideia de trabalhar com as mulheres especificamente de Serra Verde veio de um contato da Secretaria com o Instituto, para atender a demanda daquele público, demanda de formação, de informações sobre vestibular e de Comunidade Serra Verdecursos diversos.

Vimos a possibilidade do NEGED entrar nessa parceria para que as mulheres de lá tivessem não apenas a informação sobre o vestibular, mas que pudéssemos realizar um trabalho mais contínuo na comunidade rural”, afirmou Heloísa. Os próximos encontros serão quinzenais, na casa de uma das participantes do grupo. Serão trabalhadas questões de gênero, empoderamento, autonomia e organização das mulheres. Além de Heloísa, a professora Meirice Barbosa também representa o IFPE neste projeto.