Você está aqui: Página Inicial > Campus > EAD > Notícias > Diretoria recepciona profissionais que atuarão em projeto

Notícias

Diretoria recepciona profissionais que atuarão em projeto

Iniciativa pretende inovar com a produção de artefatos digitais voltadas para otimização de aprendizagem
por publicado: 20/07/2016 18h27 última modificação: 28/07/2016 11h02

A manhã desta quarta-feira (20) foi marcada, na Diretoria de Educação a Distância (DEaD), pela recepção de profissionais de diferentes áreas, incumbidos da missão de integrar equipe para uma iniciativa ambiciosa: o desenvolvimento de objetos de aprendizagem para cursos ofertados na modalidade EaD sob uma perspectiva interativa e dialógica. Na ocasião, o diretor de Educação a Distância do IFPE, Clayson Pereira, deu as boas-vindas aos recém-chegados e explorou a proposta da iniciativa.

 “Trata-se de um projeto ambicioso, já que nosso intuito é que o material didático dialogue entre si: apostilas, videoaulas, games, enfim, tudo deve convergir para um resultado no qual os conteúdos se tornem cada vez mais acessíveis e atrativos ao nosso estudante. Não se trata de reproduzir o ensino presencial, mas sim de explorar possibilidades que sejam eficientes para a especificidade da Educação a Distância”, explicou ele na ocasião.

 Além de eficiência, a inclusão também está na pauta da iniciativa. O atendimento às necessidades de portadores de deficiência que façam parte da comunidade acadêmica, com conteúdos acessíveis, é uma das prioridades do projeto. “Temos alunos com diferentes tipos de deficiência: visual, motora, auditiva. É importante contemplá-los com os artefatos digitais que serão produzidos”, comentou Graça Melo, coordenadora de Controle Acadêmico na DEaD.

 “O objetivo geral é desenvolver objetos de aprendizagem no formato digital para atender a comunidade acadêmica de nossos cursos superiores e, para isso, todos estes profissionais que estamos recebendo poderão pesquisar e propor objetos, métodos, ideias... O resultado final deve ser funcional, intuitivo, motivador e privilegiar a interação e o diálogo voltados para a otimização da aprendizagem dessa comunidade acadêmica”, ressaltou Clayson.

 Pedagogo, designer instrucional, diagramador, revisor linguístico, revisor de conteúdo, cinegrafista, editor de vídeo e roteirista estavam entre os profissionais recepcionados que atuarão no projeto – que ainda prevê a atuação de conteudistas e revisores de conteúdo, todos integrados na proposta de trabalharem conjuntamente na otimização do material didático para a comunidade acadêmica dos cursos de Licenciatura em Geografia, Licenciatura em Matemática e Tecnologia em Gestão Ambiental ofertados na modalidade pelo IFPE.

 Ainda de acordo com Clayson Pereira, estes profissionais deverão cumprir uma caraga horária semanal mínima presencialmente, além de uma carga horária a ser remota. Financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes), o projeto terá duas fases. A primeira, que tem cronograma de execução até dezembro deste ano, já contempla pesquisa e elaboração do material.