Você está aqui: Página Inicial > Campus > EAD > Notícias > Mostra de Extensão chega aos polos de Palmares e Carpina

Notícias

Mostra de Extensão chega aos polos de Palmares e Carpina

Participantes tiveram a oportunidade de conferir programação realizada simultaneamente nos polos
por publicado: 13/08/2016 15h47 última modificação: 17/08/2016 12h35

A quarta edição da Mostra de Extensão do IFPE chegou na comunidade acadêmica da Educação a Distância no último sábado, dia 13. Os polos de apoio presencial localizados nas cidades de Carpina e Palmares foram palco da programação montada pela Diretoria de Educação a Distância (DEaD), realizada simultaneamente nos dois locais durante a manhã. “A programação foi a mesma para os dois polos, a fim de contemplar nossa comunidade da maneira mais equitativa possível”, comentou Rosa Vasconcelos, gestora da Divisão de Ensino da DEaD.

A partir das 9h, abertos os trabalhos, teve início a exibição do documentário À sombra de um delírio verde, produção de 2011 que conta a luta dos Guarani-Kaiowá. Seguido por um debate mediado pelos professores Girlan Cândido, no polo Palmares, e Eline Pimentel, no polo Carpina. “A ideia é que possamos abordar questões que tocam diretamente os territórios das minorias, atingidas pelo agronegócio”, explicou Girlan.

As apresentações do relato de experiência de projeto de extensão Inclusão Digital: produção textual e letramento para a cidadania também movimentou a programação da Mostra. Estudantes extensionistas, como Joney Sousa e Geovane Barbosa, puderam externar suas observações sobre a importância das atividades extensionistas tanto em suas respectivas formações quanto no impacto observado no desenvolvimento das atividades para as comunidades locais. “Só para Palmares, a ideia inicial era disponibilizar 50 vagas para participantes, fossem eles da comunidade acadêmica ou da comunidade externa. Hoje, são 64 inscritos, dos quais a maioria é da comunidade externa”, diz Geovane, seguido por Joney: “É enriquecedor. Além de conhecimento, a iniciativa tem nos proporcionado uma vivência extremamente importante”, disse.

Alunos do IFPE e de outras instituições demonstraram satisfação com a proposta. Foi o caso de Késia de Almeida, estudante de Pedagogia pela Universidade de Pernambuco (UPE): “Toda a programação está muito interessante, muito boa. Gostei muito”, declarou. Roberto Rodrigues, estudante de Licenciatura em Geografia, ressaltou que a iniciativa ainda tem um impacto adicional do diálogo entre teoria e prática através da interação proporcionada pela instituição na abordagem dos temas colocados. “Para o estudante, momentos como este refletem de uma maneira decisiva no futuro profissional”, acredita Roberto.

Os presentes também puderam conferir uma oficina de LIBRAS e uma palestra sobre gênero e feminismo, que encerraram as atividades do sábado.