Você está aqui: Página Inicial > Campus > Garanhuns > Notícias > SNCT&SEMAC: milhares de estudantes protagonistas do conhecimento

Notícias

SNCT&SEMAC: milhares de estudantes protagonistas do conhecimento

Evento beneficiou cerca de 1.000 estudantes; destes, 300 ministraram atividades de popularização da ciência, da tecnologia e da arte
por publicado: 07/11/2019 15h48 última modificação: 07/11/2019 16h01

Mais de 1.000 alunos beneficiados; 300 estudantes ministrantes de atividades de popularização da ciência, da tecnologia e da arte; quase 150 atividades ofertadas; participação de 10 escolas municipais e estaduais, totalizando 500 estudantes visitantes; mais de 60 trabalhos de pesquisa, extensão ou ensino apresentados em forma de banner, em distintas áreas de conhecimento; além dos estudantes de comunidades quilombolas tradicionais da região. Estes são os números da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) e Semana de Arte e Cultura (SEMAC) do Campus Garanhuns, eventos realizados de forma integrada de 14 a 19 de outubro de 2019.

Os números e resultados de 2019 só foram possíveis devido à aprovação do projeto Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2019 - experiências que impulsionam o desenvolvimento da vida em sua diversidade, riqueza e sustentabilidade na chamada púbica do CNPQ/MCTIC nº 09/2019. A proposta esteve entre as quatro aprovadas na linha B, no Estado de Pernambuco. Nesta linha, 122 propostas foram aprovadas em todo o Brasil.

Para a realização da SNCT&SEMAC do Campus Garanhuns, em 2019, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Ministério de Ciência Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) destinaram recursos no valor de R$ 19.600,00 que permitiram a oferta diversificada de atividades e colocaram o IFPE Garanhuns em destaque no site oficial da SNCT por ser a única instituição com recursos captados no Agreste Pernambucano.

De acordo com o chefe da Divisão de Pesquisa do Campus Garanhuns e presidente da comissão organizadora do evento, João Paulo Aragão, a SNCT 2019 nasceu muito antes da aprovação do projeto. “Esse evento começa todos os dias quando chegamos ao campus para trabalhar com educação. Seja dando aula, fazendo pesquisa, levando ações de extensão para as comunidades ou mostrando ao público que somos uma instituição antenada com a inovação, a ciência e a tecnologia”, afirmou.

A chefa da Divisão de Extensão e membro da comissão, Edvania Kehrle, destacou o caráter integrativo ao realizar SNCT e SEMAC juntos. “Com essa integração, os conceitos de ciência, tecnologia, arte e cultura têm a potencialidade de fomentar o tripé ensino, pesquisa e extensão. Quem estuda as expressões culturais também está pesquisando, gerando produtos, desenvolvendo a cadeia produtiva e conseguimos deixar isso claro no projeto submetido ao CNPq”.

Em sua avaliação, o diretor-geral do Campus Garanhuns, José Carlos de Sá, relembrou as incertezas geradas pelo corte do orçamento de 2019 e exaltou a história de superação do maior evento do calendário acadêmico. “Diante da enorme limitação orçamentária, a realização da SNCT este ano era um desafio que não sabíamos como vencer. Mas nossa equipe se engajou, abraçou a causa e a oportunidade de buscar recurso externo por meio do financiamento do CNPq transformando incertezas em um evento deste porte”, agradeceu.

Comunidade - A participação de escolas municipais e estudantes de comunidades tradicionais quilombolas foi marcante na edição de 2019 da SNCT&SEMAC. Professores e estudantes puderam participar da programação e ter acesso a um mundo de possibilidades da produção do conhecimento.

Bruna Lima, professora da Escola Estadual Duque de Caxias, mostrou-se encantada com o evento. “Muito interessante a questão dos alunos tomarem a frente das suas produções, com bastante autonomia sobre os conteúdos. Estudantes pesquisadores, produtores de conhecimento, o que é muito importante que nossos alunos vejam para sentirem-se estimulados”, ressaltou.

A cobertura fotográfica completa da SNCT&SEMAC pode ser conferida na página oficial do Campus Garanhuns na rede social Facebook.