Você está aqui: Página Inicial > Campus > Ipojuca > Notícias > Jornada de Iniciação Científica reúne estudantes de Barreiros, Cabo e Ipojuca

Notícias

Jornada de Iniciação Científica reúne estudantes de Barreiros, Cabo e Ipojuca

O evento, organizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq), ofereceu treinamentos a estudantes que fazem pesquisa em seus campi
por publicado: 02/04/2019 14h29 última modificação: 04/04/2019 09h06

Começou nessa terça-feira (02) a Jornada de Iniciação Científica do IFPE (JIC), reunindo estudantes que desenvolvem pesquisa nos campi Barreiros, Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca. A JIC é organizada pela Pró-Reitoria de Pesquisa do IFPE (Propesq).

“No caminho, investigativo da pesquisa, nós conseguimos ampliar nossa visão de mundo. Temos condições de pensar de forma inovadora, para transformar não só a nossa realidade, mas a da sociedade”, disse coordenadora de pós-graduação da Propesq, Magadã Lira, que ofereceu o primeiro treinamento do dia, em Redação e Publicação de Artigos Científicos. À tarde, Márcio França Lima, diretor de Pesquisa da Propesq, ministrou a oficina Apresentação de Trabalhos Científicos.

Além de participar da JIC, os bolsistas e voluntários do Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica (PIBIC/PIBIT) têm o compromisso de apresentar seus resultados de pesquisa em relatórios e congressos. “É bom assumir responsabilidades, porque a gente cresce com elas”, disse Jennifer Thaynan de Assis, estudante do curso técnico em Automação Industrial no Campus Ipojuca. “Se eu sinto alguma dificuldade por falta de base, por exemplo, a responsabilidade com a pesquisa me faz continuar”.

Na quarta-feira (03), a JIC foi concluída com o minicurso “Patentes: Busca de Anterioridade”, oferecido pelo professor Leonardo Rabelo, que apresentou aos estudantes os passos iniciais para o registro de patentes e propriedade intelectual.  

“É excelente essa oportunidade de iniciar a vida acadêmica com orientação e experiência de pesquisa. Ciência e Tecnologia é um assunto fundamental para a autonomia e o desenvolvimento do país, e é assim que se começa a formar pesquisadores”, disse o diretor-geral do Campus Ipojuca, Enio Camilo de Lima, na abertura dos trabalhos.