Você está aqui: Página Inicial > Campus > Palmares > IFPE Palmares lança processo seletivo extra para vagas remanescentes

Notícias

IFPE Palmares lança processo seletivo extra para vagas remanescentes

As vagas são dos cursos técnicos subsequentes presenciais em Redes de Computadores e Manutenção e Suporte em Informática. Inscrições gratuitas estão abertas de 27 de julho a 02 de agosto de 2022
por publicado: 26/07/2022 21h17 última modificação: 26/07/2022 21h35

Nesta terça-feira (26), através do edital 06/2022, o IFPE Palmares divulgou o processo seletivo extra para preenchimento de vagas remanescentes de 2022.2. As vagas são de cursos técnicos subsequentes presenciais de nível médio em Redes de Computadores (tarde), com 24 vagas, e em Manutenção e Suporte em Informática (noite), com 20 vagas. O ingresso acontecerá ainda no início do segundo semestre letivo de 2022.

As inscrições são gratuitas e a seleção será feita por meio de avaliação de desempenho técnico, através das notas de Português e Matemática do certificado de conclusão do ensino médio ou equivalente. Os candidatos devem optar por um único curso e estar de posse deste certificado até a data da matrícula do curso para o qual se candidatou. Será permitida apenas uma inscrição por candidato no Processo Seletivo Extra 2022.2.

>> Confira aqui o Edital 06/2022
>> Clique aqui para acessar o formulário de inscrição


Caso exista qualquer dúvida acerca das instruções contidas neste Edital, o candidato deverá entrar em contato com a secretaria do campus, através do e-mail secretaria@palmares.ifpe.edu.br ou de forma presencial, de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

As dúvidas e solicitações de atendimento encaminhadas para o e-mail da secretaria do campus serão respondidas em até dois dias úteis.

Das cotas

De acordo com o item 4 do edital, haverá prioridade de vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino fundamental ou médio em escolas da rede pública. Confira clicando aqui a distribuição das vagas para ampla concorrência e para oriundos da escola pública.

As vagas voltadas para oriundos da rede pública terão prioridade, por sua vez, para estudantes com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio per capita e para negros, pardos, indígenas e pessoas com deficiência, de acordo com a proporção destas populações no estado de Pernambuco, conforme os dados do último Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Não poderão concorrer às vagas reservadas por meio do sistema de cotas os candidatos que tenham, em algum momento, cursado parte do ensino médio em escolas particulares ou de natureza não-pública. Será facultado ao candidato desistir de concorrer pelo sistema de reserva de vagas até o final do período de inscrição.

Os candidatos que declararem deficiência devem apresentar, no ato da matrícula, laudo médico indicando o grau e nível de necessidade, indicando o código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID). A deficiência deve estar abrigada nos termos da legislação federal (vide edital).

Os candidatos que se declararem pretos, pardos ou indígenas deverão participar de um processo complementar de heteroidentificação ou de aferição da condição indígena, conforme detalhado no item 5 do edital. A etapa específica do procedimento de heteroidentificação e de aferição da condição de indígena autodeclarada será realizada antes da confirmação definitiva de matrícula pela Coordenação de Registros Acadêmicos Diplomação e Turnos (CRADT).
A convocação para o procedimento de heteroidentificação, contendo a lista de candidatos convocados, o horário e o local de realização,será publicada exclusivamente neste site oficial do campus Palmares.

O edital descreve a forma como o processo complementar de heteroidentificação deverá ocorrer, e deve ser consultado pelos candidatos que forem participar dele. Após a divulgação do resultado preliminar, o candidato cuja autodeclaração não seja confirmada poderá, no período informado no Edital de Matrícula, interpor recurso de forma presencial conforme informado no Anexo J do edital.

O candidato que não comparecer ao procedimento ou cuja autodeclaração for recusada será incluído na ampla concorrência, enquanto que as vagas não-preenchidas por candidatos autodeclarados negros ou indígenas serão preferencialmente remanejadas para os estudantes que tenham cursado integralmente o ensino fundamental ou médio em escolas públicas.

Da inscrição

A inscrição no Processo de Ingresso 2022.2 deverá ser realizada por meio de formulário específico, através deste link na plataforma Google Forms, no período de 27 de julho 2022 até às 23h59 de 02 de agosto de 2022, conforme disposto no cronograma.

O formulário será restrito a apenas um envio, e também comportará o envio de apenas cinco arquivos com tamanho máximo de 10 MB. Não haverá permissão para edição, e em caso de envio de mais de uma resposta por candidato, será considerado o último envio.

Em hipótese alguma será aceita documentação encaminhada por correio, protocolo, e-mail ou qualquer outro meio que não seja o estabelecido no edital.

Serão indeferidas as inscrições que apresentarem documentos:

a) com divergência na identificação do/a candidato/a (nome na inscrição divergente do constante nos documentos anexados);
b) sem o nome do candidato;
c) sem a identificação da escola ou da instituição certificadora (não se aplica a Boletim do Enem);
d) sem a assinatura física ou eletrônica e identificação do responsável pela emissão do documento (da escola/instituição de ensino), ou da autoridade certificadora, ou sem chave de verificação de autenticidade do documento;
e) ilegíveis (de difícil leitura, que não se pode ler com clareza);
f) sem a visualidade completa (sem estarem digitalizados na integralidade);
g) com rasura (alteração nas informações do documento por meio de emendas, colagens ou eliminação ou acréscimo de letras, números, palavras ou texto);
h) protegidos por senha;
i) diferentes dos exigidos no Edital.

As informações prestadas no formulário de inscrição são de inteira responsabilidade do candidato ou do responsável legal e dão ao IFPE, no caso de dados incorretos e/ou inverídicos constatados a qualquer tempo, o direito de excluir o candidato do Processo de Ingresso e declarar nulos os atos praticados em decorrência da inscrição.

Quando se tratar de inscrição realizada por terceiros, a pedido do candidato ou do responsável legal, todas as informações registradas no formulário de inscrição também serão de inteira responsabilidade do/a candidato/a ou do/a responsável legal, que deverão arcar com as consequências de eventuais erros no preenchimento.

O IFPE não se responsabilizará por inscrições não recebidas por motivos de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados, como panes em computadores ou falhas na conexão de internet.

Durante o período de inscrições, a comissão de processo seletivo extra 2022.2 procederá à análise documental e poderá solicitar retificação das inscrições por meio do endereço eletrônico informado no formulário do Google Forms.

Dos documentos de comprovação

Para se inscrever, é necessário apresentar um destes documentos a seguir:

- Histórico escolar do ensino médio ou documento equivalente
- Certificado de conclusão do ensino médio (Ficha 19)
- Certificado de conclusão do ensino médio obtido através do Exame Nacional
- Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja)
- Certificado de conclusão do ensino médio obtido através do Exame Nacional do
Ensino Médio (Enem).

O histórico escolar, certificado de conclusão ou documento equivalente, DEVERÁ:

a) ser apresentado em frente e verso (quando houver);
b) conter o nome completo do/a candidato/a;
c) conter as notas ou médias obtidas pelo/a candidato/a;
d) conter a identificação da escola;
e) conter assinatura física ou eletrônica do responsável pela emissão do documento (da escola/instituição de ensino), ou chave de verificação de autenticidade. Em caso de assinatura física, apresentar carimbo ou identificação de quem assinou (nome completo, matrícula ou CPF e cargo/função que desempenha na instituição). Já e em caso de assinatura eletrônica, apresentar em conjunto com a assinatura eletrônica a identificação de quem assinou (nome completo, matrícula ou CPF e cargo/função que desempenha na instituição), não sendo necessário carimbo e nem assinatura física. Por fim, em caso de chave de verificação de autenticidade do documento, a chave deverá ser identificável/válida, não necessitando de carimbo e nem de assinatura física ou eletrônica.
f) ser digitalizado na íntegra;
g) estar legível e sem rasuras;
h) ter no máximo 10 MB e estar em formato PDF, JPEG, JPG, TIFF ou PNG;
i) ter permissão de acesso, ou seja, não poderá estar protegido por senha.

Caso não seja possível anexar o histórico escolar ou certificado de conclusão, o/a candidato/a poderá anexar declaração, conforme modelo constante no Anexo F do edital.

O certificado de conclusão do ensino médio obtido através do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) DEVERÁ:

a) conter o nome completo do/a candidato/a;
b) ter a edição do Enem;
c) ter o CPF do/a candidato/a;
d) ter as pontuações obtidas no exame;
e) apresentar a identificação da instituição certificadora;
f) apresentar a assinatura da autoridade certificadora;
g) ser digitalizado na íntegra;
h) estar legível e sem rasuras;
i) ter no máximo 10 MB e estar em formato PDF, JPEG, JPG, TIFF ou PNG; e
h) ter permissão de acesso, ou seja, não poderá estar protegido por senha.

O certificado de conclusão do ensino médio obtido através do Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja) DEVERÁ:

a) conter o nome completo do/a candidato/a;
b) ter a(s) edição(ões) do Encceja;
c) ter o CPF do/a candidato/a;
d) ter as pontuações obtidas no exame;
e) apresentar a identificação da instituição certificadora;
f) apresentar a assinatura da autoridade certificadora;
g) ser digitalizado na íntegra;
h) estar legível e sem rasuras;
i) ter no máximo 10 MB e estar em formato PDF, JPEG, JPG, TIFF ou PNG; e
j) ter permissão de acesso, ou seja, não poderá estar protegido por senha.

Dos documentos de identificação

Em caso de candidato estrangeiro oriundo de países que não sejam lusófonos deverá anexar Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros digitalizado na íntegra.

O CPF informado na inscrição deverá ser do candidato e não do pai, da mãe ou responsável, e não necessita ser anexado no momento da inscrição, exceto nos casos previstos no subitem 7.11.1 do edital.

O documento de identificação do candidato não necessita ser anexado no momento da inscrição, exceto também
para os casos previstos no subitem 7.11.1 do edital.

Os candidatos que apresentarem históricos escolares, ou documentos equivalentes, ou certificados com divergências em relação ao nome civil registrado no formulário de inscrição deverão anexar documento que comprove a alteração do registro civil (por motivo de mudança de nome, gênero ou casamento, por exemplo).

Para os fins do Processo Seletivo Extra 2022.2, serão considerados documentos de identificação carteiras ou cédulas de identidade expedidas pelos comandos militares, pelas secretarias de segurança pública, pelas polícias militares, pelos corpos de bombeiros militares e pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos etc.); passaporte; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público e magistratura; carteira expedida por órgão público que, por lei federal, valha como identidade; Carteira Nacional de Habilitação (somente modelo novo com foto); e Carteira de Identidade de Estrangeiro (CIE).

Da inserção das notas e coleta para classificação

As notas serão coletadas pelos membros da comissão de acordo com o previsto no edital, e enviadas pelo candidato através do formulário do Google:

a) ensino médio regular: no caso do candidato ter cursado o ensino médio de forma regular (1o ao 3o ano), deverá ser inserida uma média para as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática cursadas no 1º e no 2º anos, ou disciplinas equivalentes;
b) certificação do ensino médio pelo Encceja: deverá ser inserida a pontuação obtida em Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e a pontuação obtida em Matemática e suas Tecnologias;
c) certificação do ensino médio pelo Enem: deverá ser inserida a pontuação obtida em Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e a pontuação obtida em Matemática e suas Tecnologias;
d) ensino médio com duração diferente de 3 (três) anos: caso o candidato tenha concluído o ensino médio em cursos com duração diferente de três anos (por exemplo: curso técnico integrado ao ensino médio, normal médio e outros):
— de periodicidade anual: deverá ser inserida uma única média para as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, ou disciplinas equivalentes, somando-se as notas obtidas em cada ano e dividindo pelo número de anos letivos em que essas disciplinas foram cursadas, com exceção do último ano (como por exemplo no caso de ensino médio com duração de quatro anos);
— de periodicidade semestral: deverá ser inserida uma única média para as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, ou disciplinas equivalentes, somando-se as notas obtidas em cada semestre e dividindo pelo número de semestres letivos em que essas disciplinas foram cursadas, com exceção do último semestre (como por exemplo no caso de ensino médio com periodicidade semestral de oito semestres);
e) ensino médio em modelo não seriado anual: no caso de candidato que concluiu o ensino médio em outro modelo que não o seriado anual (exemplo: supletivo), deverá ser inserida uma única média para as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, ou disciplinas equivalentes;
f ) modalidade EJA Médio: no caso de candidato que cursou o ensino médio na modalidade EJA, deverá ser inserida uma única média para as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, ou disciplinas equivalentes, correspondente aos anos/séries/módulos/eixo. Vide edital para maiores detalhes; :
g) ensino médio no exterior: no caso de candidato que cursou o ensino médio no exterior, deverá ser incluída uma única média obtida nos três últimos anos/séries do ensino médio para a disciplina de Matemática, ou disciplina equivalente, observados os itens abaixo. Nesse caso, a pontuação correspondente à média de Língua Portuguesa ou Português será igual a zero;
— caso o/a candidato/a tenha cursado o ensino médio em países lusófonos, deverá ser incluída uma média obtida nos três últimos anos/séries do ensino médio para as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, ou disciplinas equivalentes;
—o histórico escolar do ensino médio ou equivalente cursado no exterior deverá ser devidamente revalidado no Brasil na forma da lei (dispensada a revalidação nos casos de comprovante de conclusão de estudos de nível médio não-técnico, realizados nos países integrantes do Mercosul);
— a documentação de candidato que realizou seus estudos em instituição estrangeira deverá ser apresentada devidamente traduzida, por tradutor juramentado, para a língua portuguesa;
— o candidato/a estrangeiro, exceto de países lusófonos, deverá apresentar Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros.
h) ensino médio com histórico misto: no caso de candidato/a que cursou o ensino médio parte em modalidade regular (1ª ao 3ª ano), parte na modalidade EJA (anos, séries, módulos, eixos), deverá ser inserida uma ÚNICA média para as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, ou disciplinas equivalentes, correspondente aos anos/séries/módulos/eixos em que foram cursadas e de acordo com a organização curricular descrita no edital (vide o mesmo para maiores detalhes).

No caso de históricos escolares, certificados de conclusão ou documentos equivalentes que não apresentem as notas das disciplinas em todos os anos/séries/fases/eixos/módulos cursados, o/a candidato/a deverá preencher as notas que faltam com a média aritmética das notas que possui, observado os anos/séries/fases/eixos/módulos exigidos.

No caso de históricos, certificados de conclusão ou documentos equivalentes que não apresentem, expressamente, as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, mas que apresentem disciplinas de forma subdividida, deverá ser informada a média aritmética das notas das disciplinas correspondentes cursadas. Por exemplo, se em vez de "Língua Portuguesa" o estudante curso uma ou mais disciplinas como "Gramática", "Redação" e "Linguagem", se fará a média das notas obtidas. O mesmo deverá ser feito se, em lugar de "Matemática" o estudante cursou "Geometria", "Álgebra" e "Aritmética".

Nos casos em que constarem no histórico, expressamente, as disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, não deverá ser realizada a soma das subdivisões das disciplinas equivalentes. Para esse cálculo somente serão aceitas como disciplinas subdivididas aquelas que, expressamente relacionadas no histórico escolar, certificado de conclusão ou documento equivalente, conforme listagem descrita no edital.

As médias das disciplinas de Língua Portuguesa ou Português e de Matemática, ou disciplinas equivalentes, deverão ser inseridas dentro da escala de 0 a 10, sendo consideradas duas casas decimais após a vírgula. No caso de candidato que tenha notas de 0 a 100, estas deverão ser convertidas para a escala solicitada (exemplo: nota 75 será igual a 7,50 de média). Ao realizar o cálculo da média aritmética, poderá ser aplicado o arredondamento da segunda casa decimal, caso a terceira casa decimal seja igual ou superior a 5 (exemplo: média 7,857 pode ser arredondada para 7,86).

Caso o candidato tenha obtido conceito, e não nota em valor numérico, quando o próprio documento não trouxer sua equivalência, deverá ser informada uma nota numérica, conforme tabela de equivalência constante no Anexo H do Edital. Na hipótese do histórico escolar ou documento equivalente não apresentar os conceitos, ou estes não estiverem previstos na tabela de equivalência, o candidato deverá providenciar, junto à escola de origem, documento que comprove a correspondência entre conceito e nota numérica.

No caso de histórico escolar de estudante que tenha cursado disciplina em regime de progressão parcial, deve ser considerada a nota que o candidato obteve para aprovação na disciplina.

No caso de candidato que opte pela inserção de pontuação obtida por meio da certificação do ensino fundamental ou médio através do Encceja, da certifiicação do ensino médio através do Enem ou da Nota do Enem, deverá ser inserida no formulário de inscrição a pontuação exatamente como consta no documento anexado e, nesses casos, o candidato não deve realizar a equivalência de notas.

Da classificação

A classificação no Processo de Ingresso 2022.2 será realizada pela ordem decrescente da Média Final (MF), calculada a partir das médias obtidas pelos candidatos, após análise da documentação anexada, conforme descrito no edital.
Em caso de empate, havendo candidatos com a mesma Média Final (MF), o desempate se dará em favor daquele que, nesta ordem:
— obtiver a maior média geral em Língua Portuguesa ou disciplina equivalente;
— obtiver a maior média geral em Matemática ou disciplina equivalente;
— tiver mais idade.

A classificação e as reclassificações obedecerão rigorosamente à ordem decrescente das Médias Finais ob?das pelos candidatos, de acordo com a oferta escolhida no ato da inscrição e observada a reserva de vagas.

Os candidatos disputarão entre si as vagas oferecidas no campus / modalidade/ curso/ turno/entrada/ opção de cota correspondente à escolha da última inscrição finalizada.

Todos os candidatos serão ordenados em uma lista de classificação geral, independentemente da reserva de vagas destinada às cotas.

Os candidatos que optarem pela reserva de vagas do sistema de cotas também concorrerão às vagas de ampla concorrência, considerando a lista de classificação geral.

Dos resultados e recursos

O Resultado Preliminar do Processo de Ingresso será divulgado no dia 03/08/2022, a partir das 17h, no site do campus Palmares, através do link https://www.ifpe.edu.br/campus/palmares, conforme cronograma exposto no Anexo A do edital.

O Resultado Preliminar constará de: número de inscrição, nome do candidato, média final, tipo de vaga e ordem de classificação. Após a divulgação do Resultado Preliminar, poderão ser interpostos recursos, no dia 03/08/2022, de forma presencial, em face do resultado da análise das inscrições, das médias obtidas e da classificação, no campus Palmares. Nesta etapa, não será aceita a inserção de novos documentos e/ou notas que deveriam ter sido inseridos no ato da inscrição.

Em hipótese alguma serão aceitos recursos sem a devida fundamentação, fora do prazo estabelecido cronograma ou interpostos por e-mail ou por qualquer outro meio que não seja o previsto no Edital.

O Resultado Final do Processo e as respostas aos recursos interpostos serão divulgados no dia 05/08/2022, a partir das 17h, no site do campus Palmares, através do link: https://www.ifpe.edu.br/campus/palmares.

A relação dos candidatos classificados será divulgada oficialmente no site do campus Palmares, na data provável de 05/08/2022, após as 17h. Na relação constarão os candidatos classificados na ampla concorrência e pelo sistema de reserva de vagas, agrupados pelo curso escolhido e em ordem alfabética.

É de inteira responsabilidade do candidato ou responsável legal acompanhar e informar-se sobre os resultados e a relação de candidatos classificados que serão divulgados.

Da matrícula

Os classificados no Processo de Ingresso 2022.2 deverão ficar atentos ao Edital de Matrícula, expedido pela Coordenação de Registro Acadêmico, Diplomação e Turnos(CRADT) do campus Palmares, que será disponibilizado no site https://www.ifpe.edu.br/campus/palmares.

No Edital de Matrícula constarão todas as informações referentes ao calendário de matrícula do campus Palmares, à documentação e aos procedimentos necessários para a efetivação da matrícula.

O candidato que não comprovar, no período de efetivação da matrícula, a condição de cotista constará apenas na lista de classificação geral, concorrendo às vagas da ampla concorrência.

Serão realizadas reclassificações para o preenchimento das vagas ofertadas neste Edital, que não forem ocupadas pelos candidatos classificados no Processo Seletivo Extra 2022.2.

As vagas de eventuais reclassificações serão ocupadas pelos candidatos que estiverem na situação de remanejável, e as listas de reclassificações obedecerão rigorosamente à ordem decrescente das Médias Finais obtidas pelos candidatos, de acordo com a oferta escolhida no ato da inscrição e observada a reserva de vagas.

No caso de não haver inscritos e/ou classificados para determinado tipo de cota, as classificações e reclassificações obedecerão ao preenchimento de vagas estabelecido na Resolução no 33 de 1o de julho de 2020, do Conselho Superior do IFPE.

É facultado ao campus Palmares, em caso de esgotamento da lista de candidatos remanejáveis e não preenchimento de suas vagas, o aproveitamento de candidatos remanejáveis para as vagas não ocupadas do mesmo curso (preferencialmente) ou de outro curso da mesma modalidade ofertado pelo campus.