Você está aqui: Página Inicial > Campus > Recife > Notícias > Estudantes de Eletrônica montam protótipo de carro solar

Notícias

Estudantes de Eletrônica montam protótipo de carro solar

Projeto foi desenvolvido para competir numa amostra científica patrocinada pela UFPE
por publicado: 12/03/2019 15h24 última modificação: 21/03/2019 11h52

Um grupo de estudantes do curso técnico integrado de Eletrônica do Campus Recife montou um protótipo de carro solar funcional, depois de trabalharem por 2 meses no projeto. Eles participaram e competiram na 1° Amostra Científica Competitiva para um Cenário de Uso Massivo de Tecnologia, organizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Quem descobriu sobre a competição foi o professor de Química do Campus Cláudio Albuquerque, por meio do professor da UFPE Chigueru Tiba, idealizador do evento. As regras para participar eram simples: Chigueru forneceria a placa solar e o motor e os estudantes deveriam montar um carro funcional para competir na Amostra. “Não sabia muito sobre o assunto, mas estou sempre à procura de novos conhecimentos. A ideia despertou meu interesse e decidi reunir um grupo de estudantes que desejassem se dedicar ao projeto”, conta Cláudio.

Claudino Neto, Pedro Vital, Igor Balbino, Pedro Bezerra, Ryan Viégas e João Marques integram o grupo final. Passaram por vários modelos estruturais – inclusive, iniciaram o projeto com papelão para depois passar a madeira compensada – até alcançar seu protótipo final. O trabalho foi produzido no próprio Campus, que forneceu os materiais básicos necessários para a execução da ideia e deu apoio para o trabalho de marcenaria. Claudino, junto com os colegas de turma, entrou para o grupo atraído ao desafio de participar na criação de um carrinho movido puramente por energia solar o empolgou. “Na corrida por fontes sustentáveis, esse tipo de energia vai ser muito importante no futuro. Aprendemos sobre ela em teoria nas aulas, nas pesquisas que fizemos para montar o protótipo e ter a oportunidade de colocar o que aprendi em prática é muito bom”, relata o estudante.

Segundo Cláudio, a participação deles na Amostra foi excelente. Ficaram entre os dois grupos que conseguiram completar a corrida com um carro rápido e capaz de seguir em linha reta, sem pender para um dos lados. O grupo aguarda o resultado da competição, que ocorreu no início desse ano, e se prepara para os próximos passos: melhor a base e as rodas de seu protótipo para ingressarem na Amostra deste ano. Claudino revela que este ano o professor Tiba não dará uma placa inteira, mas sim células da placa solar, o que, argumenta o estudante, dá maior autonomia na construção de um novo protótipo.