Você está aqui: Página Inicial > Campus > Recife > Notícias > Estudantes do Campus Recife são semifinalistas na Olimpíada Brasileira de Cartografia 2019

Notícias

Estudantes do Campus Recife são semifinalistas na Olimpíada Brasileira de Cartografia 2019

Das mais de 1300 equipes de todo o país competindo, o grupo do Campus Recife alcançou a 78° posição
por publicado: 02/10/2019 15h28 última modificação: 08/10/2019 16h57

Estudantes do Campus Recife foram semifinalistas da III Olimpíada Brasileira de Cartografia (OBRAC) 2019. A equipe coordenada pelo professor Enildo Gouveia integra os estudantes Vitor Matias, Vinicius Medeiros, Alba Kaline e Nirvana Bandeira, do cursos Técnicos Integrados em Eletrotécnica e em Edificações. Concorrendo com mais de 1300 equipes de todo o território nacional, os quatro discentes terminaram a competição na 78ª posição.

 É a primeira vez que o Campus Recife participa da OBRAC e, segundo Vinicius Medeiros, foi um momento de grande aprendizado. “A experiência foi muito boa. Começamos a sair para conhecermos os lugares e isso nos proporcionou uma contextualização para a produção dos mapas táteis. Poderíamos ter ido além da 78ª posição, mas a experiência, sem dúvidas, foi marcante”, conta.

Após cinco meses de trabalho intenso, a equipe passou pelas três fases online da olimpíada, que inclui provas teóricas e práticas. Apesar da boa nota que receberam na semifinal (quarta fase), acabaram ficando de fora da final, quando os três primeiros colocados são convocados a participar de uma etapa presencial que acontece no Rio de Janeiro.

A experiência adquirida foi o fator de maior valia na competição para o professor Enildo Gouveia. “Mesmo sendo professor de ensino superior em Cartografia, aprendi bastante com essa olimpíada, tanto na elaboração dos projetos quanto no dia a dia com os estudantes. A sensação que fica é de aprendizado e felicidade”, revela.

A OBRAC é uma olimpíada que acontece a cada dois anos e é dedicada aos estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio, entre 13 e 19 anos, das escolas públicas e privadas. A cartografia, foco principal da competição, é uma linguagem comunicacional derivada da geografia para um melhor entendimento da organização espacial, geralmente através de mapas e cartas. Ela compreende a sociedade nas suas relações físicas, políticas, econômicas e sociais.