Você está aqui: Página Inicial > Campus > Recife > Notícias > Olimpíada Interna de Química premia estudantes

Notícias

Olimpíada Interna de Química premia estudantes

Solenidade também contemplou as melhores equipes da atividade interdisciplinar “Circuito de Química”
por publicado: 11/06/2019 15h35 última modificação: 20/06/2019 13h23

A primeira edição das Olimpíadas Internas de Química (OIQ) do Campus Recife premiou, na última sexta-feira (07), os competidores da prova realizada no dia 1º nas dependências da Instituição. De acordo com o professor de Química Cláudio Albuquerque, o exame, que teve duração de três horas, foi elaborado aos moldes da Olimpíada Pernambucana de Química (OPEQ), com a intenção de familiarizar o estudante com a competição estadual.

A condecoração, ocorrida no pátio da Instituição, reuniu discentes, familiares e docentes, responsáveis por anunciar os nomes dos vencedores nas três modalidades das olimpíadas. A ordem de chamada para recebimento das medalhas foi bronze, prata e ouro, em cada categoria. Confira aqui a relação dos ganhadores.

A solenidade premiou ainda as melhores equipes do “Circuito de Química”, atividade interdisciplinar organizada pela professora na área Iria Bassan. As equipes contempladas foram Dino Trovão, Chernobyl e Crítico. Todos os estudantes regularmente matriculados nos cursos da modalidade Integrado da Instituição puderam participar. O evento foi organizado pela Comissão Preparatória para as Olimpíadas de Química (CPOQ), relacionada à Coordenação Acadêmica do Curso Técnico de Química Industrial (CACTQ).

O professor de Química Robson Américo, um dos idealizadores da OIQ 2019, conta que o projeto surgiu como uma maneira de ingressar no cenário educacional mais recente. “Vimos que participantes das olimpíadas estaduais e nacionais de outras instituições tiveram boas oportunidades, ganhando bolsas e viajando para competir. Queremos trazer essa cultura de olimpíadas para nossos estudantes”, explica.

Além de despertar o interesse dos estudantes pelo assunto, a OIQ teve como objetivo principal servir de passaporte para as outras competições. Esta edição pretendeu selecionar os participantes com o melhor desempenho na OIQ para o preparatório da Olimpíada Estadual.