Você está aqui: Página Inicial > Todas as notícias > Parceria e premiação em Colégio de Dirigentes

Notícias

Parceria e premiação em Colégio de Dirigentes

Na ocasião, foi realizada a premiação do concurso de poesias "No IFPE, a homofobia não passa!"
por publicado: 30/07/2018 13h22 última modificação: 31/07/2018 18h18

A Diretoria de Assistência Estudantil do IFPE (DAE) apresentou nesta segunda-feira (30), durante a reunião do Colégio de Dirigentes, uma parceria firmada com a UFPE para a realização de uma pesquisa com discentes sobre o uso de álcool e outras drogas.

A pesquisa intitulada “Padrão de consumo de drogas e avaliação da saúde mental entre estudantes de nível superior dos campi do IFPE” será aplicada a partir do mês de outubro em onze campi da instituição. Na primeira fase, deverão ser ouvidos cerca de 700 estudantes maiores de 18 anos que estudam nos Campi Igarassu, Olinda, Recife, Vitória de Santo ASC_1609.JPGAntão, Jaboatão dos Guararapes, Ipojuca, Barreiros, Belo Jardim, Caruaru, Garanhuns e Pesqueira. O Recife será o campus piloto e no mês de fevereiro a pesquisa vai partir para os demais.

Na ocasião, os diretores-gerais assinaram uma carta de anuência autorizando a realização dos trabalhos. A equipe responsável pela pesquisa integra o Grupo de Estudos sobre álcool e outras drogas (GEAD/UFPE) e tem como coordenadora a professora da UFPE Jaqueline Albuquerque, além da professora Roberta Uchôa (UFPE), da psicóloga Rossana Rameh (IFPE), e da assistente social Pollyana Pimentel (apoio técnico).

De acordo com o diretor de Assistência Estudantil, Lucas Dantas, a diretoria é acionada constantemente sobre o tema e essa parceria vai dar um suporte maior para tratar o assunto. “O convênio traz o aspecto formativo e sobretudo mais uma possibilidade de a equipe multiprofissional crescer a partir de um trabalho conjunto”, destacou Lucas.

ASC_1624.JPGSegundo Jaqueline Albuquerque, a pesquisa vai tentar, entre outros objetivos, traçar o perfil dos estudantes do IFPE que consomem álcool e outras drogas e identificar quais são os fatores de proteção e risco a partir desse consumo. “Os dados serão divulgados para fins acadêmicos e científicos. Esse diagnóstico dará ainda subsídios para que o IFPE possa construir ações para enfrentar a problemática”, explicou a coordenadora.

Já a assistente social Pollyana Pimentel pontuou que, mesmo que a pesquisa tenha como público-alvo os estudantes maiores de 18, os resultados poderão apontar medidas de prevenção para o público de outras idades. “Esse tema é recorrente, a diferença é que teremos um cenário mais focado para atuar”, salientou.

A reitora Anália Ribeiro parabenizou a iniciativa da DAE afirmando que não se pode fechar os olhos para essa temática, mas também não se deve tomar medidas sem um embasamento da realidade dos campi. “Essa pesquisa trará uma perspectiva baseada em dados para implantarmos ações mais focadas, além de podermos construir políticas institucionais com mais segurança”, ressaltou a reitora.  

Premiação – Durante a reunião, a DAE também promoveu a entrega da premiação aos estudantes vencedores do ASC_1670.JPGConcurso de Poesias No IFPE, a homofobia não passa!.

Os estudantes Fernanda Silva (Campus Recife) e José Lucas (Campus Garanhuns), que conquistaram o 3º e 1º lugares, respectivamente, estiveram presentes e receberam cada um a obra Bom-Crioulo, de Adolfo Caminha, considerado o primeiro romance publicado no Brasil a tratar da temática da homoafetividade.

“Isso é o reconhecimento de que nossos alunos não só reproduzem, mas sobretudo produzem saberes e culturas”, concluiu a reitora.

A participação dos discentes no Colégio de Dirigentes marca o retorno do programa Estudante Reitor, criado na gestão da ex-reitora Cláudia Sansil, e terá em cada encontro do colegiado a participação de um estudante da instituição.