Você está aqui: Página Inicial > Todas as notícias > Grupo do IFPE dedica-se à produção de equipamentos para profissionais de saúde do Estado

Notícias

Grupo do IFPE dedica-se à produção de equipamentos para profissionais de saúde do Estado

Iniciativa de estudantes e professores de Engenharia Mecânica contribui para prevenção da Covid-19
por publicado: 02/04/2020 20h11 última modificação: 03/04/2020 12h11

Um grupo formado por estudantes e professores do curso de Engenharia Mecânica do Campus Recife do IFPE tem se03.jpeg empenhado em projeto de solução de tecnologia para prevenção da Covid-19. Os acadêmicos decidiram colaborar no enfrentamento do coronavírus por meio da produção de máscaras de proteção facial a serem destinadas a profissionais de saúde de Pernambuco.  

Os envolvidos são os professores Heber Silva, Jacek Stanislaw e José Angelo da Costa e os discentes Fernanda Oliveira, Edilson Silva e Mineu Nascimento. Com conhecimento em manufatura de máquinas e equipamentos e a disponibilidade de três impressoras 3D no05.jpeg Campus Recife, o grupo passou a atrair parceiros para a aquisição de insumos destinados à produção de 500 máscaras de proteção facial do modelo face shield.

06.jpegNesse sentido, a equipe conseguiu junto à ONG Enable, de tecnologia assistiva, insumos como a bobina de filamento, além de doação de empresa privada. Membros da comunidade do IFPE, entre servidores e estudantes, reuniram-se e levantaram recursos financeiros para aquisição de mais material. Além da bobina de filamento para a máscara, acetato para viseira e elástico para fixação na cabeça são materiais necessários, conforme explica o professor Heber. Segundo o docente, os acadêmicos partiram de um04.jpeg modelo de máscara disponibilizado no site da Enable.

Os membros do grupo, que têm se revezado na condução diária do projeto (com apoio da Reitoria, campus e professores), chegam a passar o dia inteiro na Instituição. Como se trata de um processo lento de impressão e média de produção da equipe de 10 equipamentos de proteção individual (EPI) por dia, os acadêmicos estimam alcançar a meta dentro de dois meses. Os participantes da iniciativa vão priorizar a doação das máscaras para hospitais menores, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e postos de saúde da Região Metropolitana do Recife (RMR).