Você está aqui: Página Inicial > Todas as notícias > IFPE sedia Mostra Cinema e Direitos Humanos

Notícias

IFPE sedia Mostra Cinema e Direitos Humanos

Em sua 12ª edição, iniciativa promove interação entre educação, cultura e direitos humanos por meio da exibição de filmes
por publicado: 04/11/2019 12h30 última modificação: 06/11/2019 09h58

A 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos chega ao IFPE com o objetivo de promover relações entre a educação, cultura e direitos humanos no Brasil, por meio da exibição de filmes de todo o mundo e do estímulo ao debate de temas relacionados aos Direitos Humanos inerentes a Declaração Universal dos Direitos Humanos. 

O Circuito Difusão vai exibir no Campus Recife uma seleção de curtas e longas brasileiros da cena contemporânea, admirados por curadoria especializada, como também pelo apreço do público para circulação em mais de 1.000 espaços culturais dos mais diversos e plurais no território brasileiro. 

O grande diferencial dessa edição será a preocupação com a acessibilidade na exibição dos filmes, disponibilizando recursos comunicacionais adequados para a participação de pessoas com deficiência.  

As exibições da Mostra no IFPE vão acontecer no hall do Campus Recife, acesso principal ao bloco A, nos dias 7 e 8 de novembro. Os interessados em se inscrever devem acessar e preencher o formulário online através do endereço: https://forms.gle/y6Are2XfvqXorPUK8  

Caso tenha vagas disponíveis, haverá também a possibilidade de realizar inscrição no local do evento.

Confira abaixo a programação: 

7 de novembro (quinta-feira) 

9h às 12h - Oficina de Cineclubismo - Hall do campus

20 vagas gratuitas 

Público: estudantes, professores, administrativos e comunidade externa

Resumo da oficina: 

A Oficina de Cineclubismo, promovida pela equipe da Coord. de Cultura e Arte, promoverá a prática cineclubista no ambiente estudantil do IFPE, ampliando as possibilidades de atuação dos realizadores culturais e comunidade na elaboração, execução, divulgação e avaliação das ações culturais. 

14h - Curtas* 

A Rua é NÓIZ - 14 min - Documentário - Brasil (2018)

Era um Garoto que Como Eu Amava Os Beatles e os Rolling Stones  - 25 min - Documentário - Brasil (2018)

A Câmera de João - 22min - Ficção - Brasil (2017)

Classificação Livre -  Closed caption 

Temáticas: Direito das pessoas com deficiência; Direito à cultura; Direito à Educação; Inclusão Social; Direito da Criança e do adolescente; 

Acessibilidade: Legenda oculta e a janela de Libras (Língua Brasileira de Sinais).

16h -  Curtas*  - Com audiodescrição 

Nós - 6 min - Documentário - Brasil (2017)

À Espera - 22min - Moçambique - (2016)

A Bicicleta do Vovô  - 22min  Ficção (2012)

Temática: Direto dos refugiados /imigração; Direitos da Pessoa Idosa; Direito da pessoa com deficiência; Direito das Mulheres e Direitos da criança e do adolescente. 

 

08 de novembro (sexta-feira) 

10h - Longa metragem: Heróis* - 70min - Documentário - Brasil (2018)

Local: Hall

Direção: Cavi Borges

Sinopse: 

Três Atletas Olímpicos de judô. Três Heróis: Rafaela Silva, Popople Misenga e Rogério Sampaio. 

Temática: Direitos Humanos

*As sessões podem ampliar seus recursos de acessibilidade cultural mediante presença de PCD no espaço.  

Acessibilidade cultural: closed caption, audiodescrição e libras.


A MostraCriada em 2006, como uma das estratégias para celebrar o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), a Mostra de Cinema e Direitos Humanos vem se consolidando como uma importante estratégia de promoção da cultura e da educação em direitos humanos do Governo Federal.

O circuito difusão busca ampliar os espaços de debate sobre os direitos humanos e contribuir para a formação de uma nova mentalidade coletiva baseada no exercício e na construção de laços de solidariedade, respeito às diversidades e compreensão. 

Em todo Brasil, a Mostra acontece de setembro a novembro em instituições e espaços culturais de todo o Brasil – cineclubes, pontos de cultura, institutos federais de educação profissional, científica e tecnológica, universidades, museus, bibliotecas, sindicatos, associações de bairros, telecentros, unidades do Sistema S e embaixadas e consulados brasileiros. O evento aproxima públicos diversos, tradicionalmente ausentes dos circuitos principais das salas de cinema e festivais.